O tema de 2019 no Colégio Alfa CEM Bilíngue está alinhado ao Ano Internacional das Línguas Indígenas proposto pela UNESCO: “Tupi or Not Tupi – memória e patrimônio das culturas indígenas”. Neste sentido, propomos reflexão e crítica sobre as possibilidades de efetivar a nossa reconciliação com a cultura dos povos nativos das Américas. Leituras de livros paradidáticos, estudos sociais sobre a diversidade da cultura ameríndia (sul-americana e norte-americana) subsidiam um olhar mais apurado para as grandes questões que orbitam esse tema: Qual a contribuição da matriz Tupi na formação do povo brasileiro? Afinal, a Tropicalidade dos povos indígenas deve ser encarada como
tesouro ou problema no Brasil? Qual a melhor medida para equilibrar preservação e desenvolvimento em territórios indígenas? Como os saberes ancestrais podem contribuir para um mundo melhor em pleno século XXI?

Os primeiros resultados deste trabalho serão apresentados no próximo dia 27 de abril, durante a FLICA – Feira Literária do Colégio Alfa CEM Bilíngue; nela, a literatura será a nossa principal ferramenta para mergulhar no universo dos patrimônios materiais e imateriais dos povos indígenas. Para que possamos contribuir com a formação prévia de nossos estudantes, enriquecendo suas aprendizagens sobre a Cultura Indígena brasileira, convidamos uma tribo pernambucana – da etnia Fulni-ô – para apresentações especiais em nossas unidades no dia 10 de abril. Demonstrações típicas de dança e música, contação de histórias e lendas, experimentação da pintura corporal e a entrega de um mini-dicionário de palavras indígenas fazem parte da proposta desse encontro que tem previsão de duas horas de duração.

[fbcomments]

ARTIGOS RELACIONADOS